sábado, 6 de outubro de 2012

ADORARTE 2012


Saiba como proceder no dia das Eleições


Os locais de votação abrirão às 8h e encerrarão suas atividades às 17h.

  • 0Comente esta matéria.
Foto: Divulgação
SÃO LUÍS – Os eleitores devem preparar a cola e a documentação necessária para votar neste domingo (7). Os locais de votação abrirão às 8h e encerrarão suas atividades às 17h, pelo horário local. No Maranhão, 4.558.855 devem escolher os prefeitos de suas cidades e os vereadores. As cidades com mais eleitores no Estado são: a capital, São Luís, com 678.070; Imperatriz, com 159.326; e Caxias com 106.930 eleitores.
Segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral, apenas 1,24% do eleitorado tem o curso superior completo. A maior parte dos eleitores tem o ensino fundamental incompleto, 30,524%. 13,879% dos eleitores do Maranhão são analfabetos.
Candidatos
O Maranhão tem 671 candidatos a prefeito e 17.215 candidatos a vereador. Em São Luís, oitos nomes concorrem à Prefeitura da cidade: João Castelo (PSDB), Edivaldo Holanda Júnior (PTC), Washington Oliveira (PT), Eliziane Gama (PPS), Ednaldo Neves (PRTB), Haroldo Sabóia (PSol), Marcos Silva (PSTU) e Tadeu Palácio (PP).
Biometria
O sistema biométrico é preparado para reconhecer, verificar ou identificar uma pessoa que foi previamente cadastrada. O procedimento de verificação ocorre quando o sistema confirma uma possível identidade comparando apenas parte da informação com o todo disponível. Já o processo de identificação confirma a identidade de um indivíduo, comparando o dado fornecido com todo o banco de dados registrado.
No Maranhão, 102.934 poderão utilizar o sistema biométrico. A votação neste sistema será realizada nos municípios de Paço do Lumiar, Raposa, Benedito Leite, São João Batista, São Vicente de Férrer e Cajapió. Vale ressaltar que Paço do Lumiar e Raposa utilizam a urna biométrica desde 2010.
Serviço
O voto é obrigatório para os maiores de 18 anos e facultativo para os analfabetos, os maiores de 70 anos e os que tenham entre 16 e 18 anos. Quem faz 16 anos no dia ou na véspera da eleição pode votar, mas tem de ter tirado o título até o dia 9 de maio. Se o eleitor não providenciou o documento não poderá votar nestas eleições.
Cidadãos naturalizados brasileiros que ainda não têm título são obrigados a votar. O brasileiro naturalizado que não tiver se alistado até um ano depois de adquirida a nacionalidade pagará multa imposta pelo juiz eleitoral e cobrada no ato da inscrição.
Quem estiver fora de sua cidade, deve justificar sua ausência, no dia da eleição, em qualquer local de votação ou posto de justificativa, entre 8h e 17h. Nos outros dias, é possível obter o formulário de requerimento de justificativa eleitoral gratuitamente, em qualquer cartório eleitoral, postos de atendimento ao eleitor, ou nas páginas do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) de cada Estado. No dia da eleição, com o título de eleitor e um documento de identificação em mãos, o eleitor deve entregar o formulário preenchido em qualquer local de votação ou posto de justificativa. Se não for possível fazer a justificativa no dia do pleito, é preciso procurar o seu cartório eleitoral para fazer a justificativa até 60 dias depois das eleições, munido dos documentos que comprovem o motivo da ausência. Vale lembrar que o primeiro e segundo turnos são eleições independentes, portanto, é necessária uma justificativa para cada votação.
Não é possível votar fora da sua cidade ou do seu Estado. Somente para Presidente da República é possível o voto em trânsito. A confirmação do local de votação pode ser feita por meio do site do TSE. Para isso, não é necessário o número do titulo: bastam o nome do eleitor, o nome da mãe e a data de nascimento.
Para votar, é obrigatória a apresentação de um documento oficial de identificação com fotografia. São válidos: certificado de reservista (no caso dos homens), carteira de trabalho, carteira nacional de habilitação com foto e identidades funcionais. Certidões de casamento ou de nascimento não são aceitas.
Proibição
É permitido o uso de uma "cola" para votar. Entretanto, a cola deve ser no papel, pois é proibido entrar na cabine de votação com telefone celular, máquinas fotográficas, câmeras de vídeo, equipamento de radiocomunicação ou qualquer instrumento que possa comprometer o sigilo do voto. Esses aparelhos devem ficar retidos na mesa enquanto o eleitor estiver votando.
Quem não votar e não justificar a ausência terá de pagar multa em torno de R$ 3. Se não pagar a multa, fica impedido de inscrever-se em concurso público, participar de concorrências, obter empréstimos em instituições financeiras do governo, receber remuneração de função ou emprego público, obter passaporte ou carteira de identidade, renovar matrícula em estabelecimento público de ensino ou praticar qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar ou Imposto de Renda. Quem não votar e não justificar a ausência em três eleições consecutivas (lembrando que cada turno é uma eleição), terá o título cancelado.

SERÁ QUE VIROU PALHAÇADA? Os candidatos mais engraçados

Coletânea de candidatos engraçados das eleições 2012 Vol. 1
Confira e dê muitas risadas com esta seleção de candidatos bizarros das eleições de 2012.Com destaque para os já famosos: Serginho BBB, Mulher Pêra, Vovó da fiel e Dinei do Corinthians.

Venda de bebidas alcoólicas é proibida


Está proibida a venda e o consumo de bebida alcoólica, a partir das 22h desta sexta-feira em todo o Estado. A determinação é da Secretaria de Segurança Pública e se estende até a próxima segunda-feira (8), com objetivo de prevenir a ordem pública e visando manter a ordem do processo eleitoral. De acordo com a Secretaria de Segurança, o descumprimento da Portaria consistirá na prática do crime de desobediência previsto no Artigo 330, do Código Penal Brasileiro. As pessoas que desrespeitarem a lei serão conduzidas a uma autoridade policial.

Se você não puder votar, saiba como justificar



Foto: Reprodução
SÃO LUÍS - O eleitor que estiver fora de seu domicílio eleitoral e não votar neste domingo (7), dia da eleição municipal de 2012, deve justificar a sua ausência ao pleito. O eleitor nessa situação tem o período de até 60 dias para apresentar a justificativa em qualquer cartório eleitoral, mas o ideal é que o formulário seja devidamente preenchido e entregue no próprio dia da votação, nos postos de justificativa.
No domingo de votação
Para justificar a ausência às urnas no dia da votação, o procedimento é simples. O eleitor deve preencher o Requerimento de Justificativa Eleitoral (RJE), que pode ser obtido gratuitamente nos cartórios eleitorais, nos postos de atendimento ao eleitor, nas páginas da internet do Tribunal Superior Eleitoral e dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) de cada Estado e, no dia do pleito, nos locais de votação ou de justificativa (imprima aqui o formulário da justificativa).
Depois, é só entregar o formulário preenchido em qualquer um dos locais destinados ao recebimento do RJE, portando um documento oficial de identificação com foto. O eleitor que se encontrar no próprio domicílio eleitoral onde vota não pode justificar a ausência no dia da eleição.
O RJE preenchido com dados incorretos, que não permitam sua identificação, não será considerado válido para justificar a ausência às urnas. Para preenchimento do RJE, é indispensável o número do título de eleitor (consulte aqui o número de seu título.).
Após o domingo de votação
Quem não puder justificar o voto no dia da eleição terá prazo de até 60 dias para entregar o formulário em qualquer cartório eleitoral. O prazo é contado a partir da data de cada turno, já que a justificativa é válida somente para o turno ao qual o eleitor não compareceu por estar fora de seu domicílio eleitoral.
Assim, se o eleitor deixou de votar no primeiro e no segundo turnos da eleição, terá de justificar sua ausência para o primeiro e para o segundo turnos, separadamente, obedecendo aos mesmos requisitos e prazos para cada um deles. A ausência no primeiro turno não impede que o eleitor vote no segundo turno.
Quem faltar ao primeiro turno tem até 6 de dezembro de 2012 para justificar a ausência. Já quem não puder votar no segundo turno deve procurar o cartório eleitoral até o dia 27 do mesmo mês.
Eleitor no exterior
O eleitor que estiver no exterior pode obter mais informações no site do Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal.
Cancelamento do título
O eleitor que não votar em três eleições consecutivas, não justificar sua ausência e não quitar a multa devida terá sua inscrição cancelada. Para efeito de cancelamento, cada turno é considerado como uma eleição.
Quem não estiver em dia com a Justiça Eleitoral não poderá
• obter passaporte ou carteira de identidade;
• receber vencimentos, remuneração, salário ou proventos de função ou emprego público, autárquico ou paraestatal, bem como fundações governamentais, empresas, institutos e sociedades de qualquer natureza, mantidas ou subvencionadas pelo governo ou que exerçam serviço público delegado, correspondentes ao segundo mês subsequente ao da eleição;
• participar de concorrência pública ou administrativa da União, dos Estados, dos territórios, do Distrito Federal ou dos municípios, ou das respectivas autarquias;
• obter empréstimos nas autarquias, sociedades de economia mista, caixas econômicas federais ou estaduais, nos institutos e caixas de previdência social, bem como em qualquer estabelecimento de crédito mantido pelo governo, ou de cuja administração este participe, e com essas entidades celebrar contratos;
• inscrever-se em concurso ou prova para cargo ou função pública, investir-se ou empossar-se neles;
• renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo;
• praticar qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar ou imposto de renda;
• obter certidão de quitação eleitoral, conforme disciplina a Resolução do TSE nº 21.823/2004;
• obter qualquer documento nas repartições diplomáticas a que estiver subordinado.
As informações são do site do TSE.

Forças policiais reforçam segurança nas Eleições 2012


Foi montado um plano, já em andamento, que se estenderá até segunda-feira (8).

Divulgação/SSP
05/10/2012 15h44
Foto: Flora Dolores/O Estado
SÃO LUÍS - As forças de segurança pública do Estado já se encontram distribuídas por todo o Maranhão para garantir a tranquilidade das Eleições 2012, neste domingo (7). Desde o início da semana, policiais militares e civis se deslocaram em direção a diversos municípios maranhenses a fim de manter a segurança durante a realização do pleito.
Foi montado um plano, já em andamento, que se estenderá até segunda-feira (8). O secretário de Estado de Segurança Pública, Aluísio Mendes, apresentou as estratégias adotadas durante reunião entre representantes dos órgãos de segurança atuantes no Maranhão, na sede do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MA), na quarta-feira (3).
Aluísio Mendes afirmou que todos os municípios que necessitam de uma atenção especial terão reforço garantido para que não ocorram incidentes. “Montamos o plano mais completo dos últimos anos, abrangendo todas as cidades, para que nossa população tenha segurança durante o período eleitoral. Para as ações policiais estão mobilizadas além das forças estaduais, como as polícias Civil, Militar e o Corpo de Bombeiros, a PF, a PRF, e o Exército”, ressaltou.

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Candidato JOSEMAR agradece os internautas pelo apoio

Quem cuidará das nossas CRIANÇAS de PAÇO

      Respondendo a pergunta, acho que não é. Mas para diversas pessoas que lancham naquele local, inclusive para a polícia que transita por ali, sem pelo menos perguntar onde essas crianças moram, e se as mães deles sabem que eles estão ali, naquele horário. "Não somos meninos de rua, estamos vigiando carros aqui" Diz o aparentemente mais velho. 

    Acho chocante o fato de as pessoas já terem perdido a aparente valorização pelo ser humano. Que tenham perdido a capacidade de se comover com tais situações. Crianças que deveriam estar estudando, estão nas ruas usando drogas. Até onde iremos dessa maneira? 

     Já que estamos num período de transição de poderes, esta seria uma grande questão, e um grande desafio para quem vier a assumir esse município. Cuidar e trabalhar para que essa cena, não seja corriqueira, e constante, e que as pessoas sejam tocadas pelo coração, e não achem que cenas como estas sejam super normais. Só para lembrar, essa foto foi tirada, sábado (6/10) a uma da manhã e faltam exatos, seis dias para o dia das nossas crianças.

CHICO GOMES 25. bastidores do programa de rádio, último dia de gravação

Dia 29 de Setembro de 2012 foi o encerramento das gravações do programa de rádio do CHICO 25, VIANA COM RESPEITO. A agência NELSON NETO produziu com todo carinho esses programas. NELSON NETO, CLAYTON COLLINS e toda a equipe esteve empenhada nessa grande caminhada.

A coligação “Um Novo Paço Para Todos” do candidato a Prefeito Professor Josemar pede Força Nacional para as eleições 2012 de Paço do Lumiar.


A Coligação do Professor Josemar peticionou perante a 93ª zona eleitoral do Estado do Maranhão um pedido para que as eleições 2012 do município de Paço do Lumiar tenham acompanhamento de Força Federal para garantir a lisura e a segurança do pleito no nosso município, bem como a segurança de todos os eleitores.

Professor Josemar esta preocupado com a seguranças da população luminense nesta eleição.
Assim, ficará garantido que o pleito municipal correrá com a devida proteção garantida pela Força Nacional da nossa Federação.

Esse é mais um ato humano e nobre do candidato Professor Josemar que durante toda sua campanha agiu com respeito a população luminense, mostrando propostas possíveis que acendem novamente a esperança na população de Paço do Lumiar.

Enfim, dentre todos os atos de baixaria, mentiras, calúnias e afrontas que vimos durante a campanha em nosso município, um candidato renova a nossa esperança que parecia totalmente morta. A esperança numa nova administração deu lugar a uma campanha, entusiasmada, participativa, repleta de propostas eLIMPA!

O candidato Professor Josemar nunca se rendeu às provocações. Fez sua campanha, mostrou suas propostas, por meio de suas caminhadas de bairro em bairro, mostrou sua cara, sua coragem, sua garra, determinação e seuCARÁTER.

Esperamos que o pedido desse humilde e corajoso homem seja acolhido pelos Ministros do nosso Emérito Tribunal.

Com Josemar, Marconi Lopes e todos os vereadores de respeito que acompanharam o povo luminense de casa em casa nesses três meses de campanha, espera-se que o município reacenda a DIGNIDADE E A CORAGEM DE LUTAR POR UM PAÇO MELHOR.

Pesquisa PREVER para prefeito de PAÇO DO LUMIAR


A nova pesquisa de opção de votos para prefeito em Paço do Lumiar, divulgado pela Prever Pesquisas e Consultoria, apontou crescimento  disparado do candidato Professor Josemar (PR), a pesquisa ouviu 382 eleitores na 
zona urbana e rural da cidade entre os dias 26, 27 e 28 de setembro 
de 2012. Foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) 
com o protocolo MA – 00128/2012 no dia 25/08/2012, A marge 
de erro é de 3% para mais ou para menos e o intervalo de confiança
 é de 95%.

Professor Josemar, candidato a prefeito de Paço do Lumiar pelo PR, 
lidera as intenções de voto no município com 56,8% dos votos. 
Em seguida está o ex-prefeito Gilberto Aroso, do PMDB, com 12,8%
O terceiro colocado na disputa éNúbia Dutra (PDT), que 
atinge neste levantamento a marca de 12% da preferência, 
enquanto Morais Maninho (PP), o quarto, registrou 3,1% 
das intenções de votos, já Almeida do PSDB esta com 1,6%
Não sabem e não responderam somam 7,3%. Votos brancos, 
nulos ou nenhum dos candidatos somam 6,3%.

Os dados a refletem a análise na categoria estimulada, 
quando uma lista de candidatos é apresentada ao eleitor e 
ele deve escolher um. Na pesquisa espontânea, quando 
a escolha é feita sem a apresentação dos candidatos,Professor Josemar 
alcança 78,8%Gilberto Aroso 6,6%Núbia Dutra 2,6%
Almeida 0,3% e Moraes Maninho 1,3%.

Na última pesquisa realizada pelo Instituto Prever Pesquisas e 
Consultoria entre os dias 30 de agosto e 1 de setembro, 
publicada no jornal O Estado do Maranhão estavam assim: 

  1. Professor Josemar alcança 52,9%.
  2. Gilberto Aroso 13,8%.
  3. Núbia Dutra 8,3%.
  4. Moraes Maninho 4,0%.
  5. Almeida 4,3%.

Crescimento do candidato do PR, Josemar Sobreiro, agita os candidatos com baixa pontuação

A IMPORTÂNCIA DO VOTO neste domingo dia 07 de Outubro

Clayton Collins fala sobre a importância deste momento único, e decisivo para o nosso futuro, e o da nossa cidade. Vamos votar com consciência, e escolher com responsabilidade os nossos representantes.

LEONARDO BRUNO fala sobre seus projetos para PAÇO DO LUMIAR em entrevista

LEONARDO BRUNO candidato a vereador em Paço do Lumiar, recebeu em sua residência no Maiobão, os canais, Paço em Foco, Blog da UMESP e Radar Luminense (Sexta 28) para expor suas ideias para melhoria da população. Falou sobre sua trajetória e sobre sua chegada ao bairro do Maiobão. Ao final, agradeceu os apoios recebidos e desejou uma boa e consciente votação no próximo Domingo (7 de Outubro)

Movimentação dos candidatos. ITAPARANDI

                                                             (Homenagem ao vereador)

Movimentação dos candidatos. JORGE MARÚ e ALDERICO CAMPOS

                                                            Caminhada na Vila Nazaré

VEREADORES mais COTADOS para ELEIÇÃO EM PAÇO 2012

Conversando com algumas pessoas, levantamos os nomes que poderão assumir as cadeiras de vereadores no ano de 2013, veja como ficou:                   
(Click na foto e veja melhor)
Os nomes a seguir, são os candidatos a vereadores de Paço do Lumiar mais lembrados na corrida à cadeira no Legislativo luminense, embora não tenha sido estabelecido um critério fixo e nenhuma margem para mais ou para menos em relação aos demais, são observações captadas por colaboradores deste blog. Esta observação não apresenta segurança quanto à eleição de qualquer nome. Apenas para se ter uma ideia de quem são os mais lembrados elo eleitorado. Obs: ressaltamos que esse levantamento não é oficial.

Fonte: Blog RADAR LUMINENSE

RAIMUNDO FILHO, prefeito, REÚNE-SE COM INTEGRANTES DO MOVIMENTO POR MORADIA POPULAR



O Prefeito de Paço do Lumiar, Raimundo Filho reuniu-se nesta sexta-feira, dia 05, no Gabinete da Prefeitura Municipal com representantes do Movimento por Moradia. Estiveram presentes Carlito Reis, da União por Moradia; Creuzamar de Pinho, Coordenadora da União Nacional por Moradia Popular; Eduardo Correia, Advogado da União Nacional por Moradia Popular; Manoel Rocha, Secretário Municipal de Receita e Paulo Helder, Procurador Geral de Paço do Lumiar.
A reunião teve o objetivo de discutir a situação fundiária em Paço do Lumiar, que é algo extremamente delicado e complicado, tendo em vista que o município possui hoje cerca de 30 comunidades que estão sob ameaça de despejo forçado. A exemplo disto tem a comunidade do Cajueiro que está ameaçada de ter suas casas derrubadas por liminar expedida pelo Fórum de Paço do Lumiar.
Raimundo Filho colocou a Prefeitura a disposição para debater a situação e chegar a uma resolução que atenda à população. “A nossa primeira medida é conhecer os autos, tendo em vista que estamos a frente da gestão municipal há pouco tempo e não tivemos ainda acesso ao processo. Mas queremos reforçar que estamos empenhados em resolver esta situação com a maior brevidade, pois nos preocupamos com a situação destas famílias e entendemos a sua aflição”, afirmou Raimundo Filho.
Segundo Eduardo Correia, a União Nacional por Moradia Popular está contestando essa liminar que foi concedida com base numa ação ajuizada pelo suposto proprietário. “O que temos conhecimento é que ele é foreiro e a nossa objeção é quanto à legalidade deste aforamento e do loteamento que foi feito no local. Pois, o que queremos é garantir o direito a moradias destas famílias e daqueles que de boa fé adquiriram os lotes”, frisou.
“Hoje temos cerca de 60 famílias que moram na comunidade do Cajueiro há mais de oito anos. O que a União por Moradia quer é garantir a defesa dos direitos destas famílias, tendo em vista a violação extrema, que é o despejo forçado. Nós entendemos que somente o município pode intervir, para solucionar a maior parte dos problemas de moradia em Paço do Lumiar, através da implantação de um programa de regularização fundiária, da construção do plano municipal de habitação e da revisão do Plano Diretor Municipal, onde essas áreas de conflitos não foram contempladas”, ressaltou Creuzamar.
Para Paulo Helder, Procurador do Município, é preciso que a prefeitura tome conhecimento dos autos do processo para que possa ter entendimento do problema e dessa forma possa dar o seu parecer e ajudar na resolução deste. “Nesta primeira reunião ficou acordado, que iremos tomar conhecimento de todo processo, para que possamos traçar estratégias eficazes para regularização desta situação”, disse.