sexta-feira, 2 de novembro de 2012

ENEM 2012. CRITICAR o GOVERNO é falta de CRIATIVIDADE e não foge do SENSO COMUM. Diz Prof. ROSANE REIS, RJ, sobre a redação


"Na redação do Enem esqueça o governo. O Enem pede pra você apresentar uma proposta de AÇÃO SOCIAL. Ele não pede pra você apresentar uma proposta de AÇÃO GOVERNAMENTAL, pede? se ela é social, ela parte da sociedade civil".  Rosane Reis


                          (Prof. Rosane Reis)

De forma bem humorada e bastante incisiva e segura, a professora carioca afirma que ter essa atitude na redação do Enem leva a pontuação mínima. Durante a aula depois de muitos questionamentos dos alunos ela resume: "Na redação do Enem, ESQUEÇA O GOVERNO". Os alunos discutem que é muito difícil ter qualquer atitude sem citar o governo. 

NEM TODOS OS PROBLEMAS SE RESOLVEM SÓ COM O DINHEIRO.




A professora explica que a solução para os problemas nem sempre é somente dinheiro. Em algumas situações a autovalorização é o que realmente conta. Citou o exemplo dos profissionais da saúde, onde os técnicos de enfermagem estão fazendo o trabalho dos enfermeiros, devido o custo mais baixo para os hospitais. "Se eu fosse contratada por um hospital, e o dono mandasse eu aplicar uma injeção delicada eu falaria que isso não era o meu papel, que existia um profissional para isso. Caso ele (dono) não gostasse eu mudaria. O profissional tem de se valorizar. Os anestesistas fazem isso, você tem de pagar na hora, eles não são reféns dos planos de saúde. Eles se uniram e se fortificaram. Eu mesma pedi exoneração do estado, porque ganhava muito pouco, e teria de trabalhar muito longe. Me valorizo, mas para que isso aconteça. Estudo, me preparo. Você só tem valor, quando se dá valor". Comentou a Rosane.



TENHA ATITUDE. FAÇA ACONTECER!



Na verdade o que ela quer dizer é pra você ter uma atitude PROTAGONISTA, e não de COADJUVANTE. Ou seja, apenas esperar que as outras pessoas tomem alguma atitude. Por a culpa no governo e cobrar dele soluções, apenas, não mostra o quão criativo você é. Que tal parar por um instante e pensar numa solução para um problema social? Além de uma avaliação, o Enem tem um caráter social muito grande, e sempre respeitando os Direitos Humanos. Ele quer que o aluno não apenas estude, mas seja um ser humano melhor. Consciente dos seus direitos e deveres, e tenha amor ao próximo e ao planeta.

Na redação não cabe: O fulano DEVERIA fazer isso. Alguém DEVERIA olhar mais pelos pobres. Esse alguém, é você. Quem deve dizer como, e qual  solução o problema deverá ter, é você. é uma ideia sua. Os temas sempre são problemas a serem resolvidos.


Caroneiros.com, exemplo de ação social, para facilitar o trânsito


Analise essa grande ideia de ação social, mediante o grande problema do excesso de carros nas grandes metrópoles, um empresário teve a ideia de criar um site, onde as pessoas poderiam deixar seus carros em casa, ou mesmo quem não tem, ir com uma pessoa de mesmo destino. Começou na faculdade e hoje já tem vários adeptos, e segue algumas importantes medidas de segurança. É o  site: CARONEIROS.COM. Este foi o exemplo de ação social dado pela professora.  Existem outros sites com a mesma finalidade.

Veja como funciona o site


Quanto mais suas soluções forem reais, e pensadas de forma lógica e aplicável, mais chances você tem de ter exito na prova. A redação é um teste de visão prática da realidade, resume o professor Mário Lúcio Pinto Cortez.“Eu não posso escrever uma intervenção, tipo: o governo tem que tomar providências. Eu preciso saber quais as providências. A população tem que se mobilizar. Eu preciso saber como que ela tem que se mobilizar”, diz o professor. 

A professora Rosane Reis resume:

Não é que você não possa falar do governo. Não me entenda mal. é que eu conheço a correção. E eles pedem lá que você seja crítico e criativo. Que  diga algo fora do SENSO COMUM! E se você disser numa redação sobre a saúde, que o governo precisa investir verba nos hospitais. Diga-me querido, qual é a novidade que você está dizendo? Nem uma. 

Se você cair na questão do governo, eu posso apostar com você, que você não vai dizer nem uma novidade. Vai? Tudo que você disser que esteja incluindo o governo, você não estará sendo criativo. Não estará fugindo do senso comum. Porque todo mundo sabe o que o governo tem que fazer e não faz. Ai você vai dizer que o governo tem que acabar com a corrupção. 

Qual é a novidade que você está dizendo? Que o dinheiro da corrupção serviria para melhorar a condição da saúde dos hospitais, das escolas, da educação, da segurança...etc...etc...(palmas) Parabéns! Faça uma plataforma e vá se candidatar. Como redação não vai servir. Porque todo mundo sabe o que o governo tem que fazer. Onde que ele tem que investir. O que ele tem que proibir. Então isso não é fugir do senso comum, é?”.

Links úteis. Click e veja

Vídeo completo da prof. Rosane Reis
Entrevista de ROSANE REIS na FOLHA DIRIGIDA
DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS
Artigo 5º da Constituição Federal

PARA SABER MAIS

A origem da AÇÃO SOCIAL


Na sociologiaação social refere-se a qualquer ação que leva em conta ações ou reações de outros indivíduos e é modificada baseando-se nesses eventos.

O termo "ação social" foi introduzido por Max Weber, em sua obra Ensaios de Sociologia - Obra transcrita de seu discurso em um congresso na Universidade de Heidelberg. É um termo mais abrangente que o fenômeno social de Florian Znaniecki, posto que o indivíduo executando ações sociais não é passivo, mas (potencialmente) ativo e reativo.
Max Weber diferenciou alguns tipos de ações sociais:
  • Ações racionais: ações tomadas com base nos valores do indivíduo, mas sem pensar nas consequências e muitas vezes sem considerar se os meios escolhidos são apropriados para atingi-lo.
  • Ações instrumentais (também conhecidas como ação por fins, do alemão zweckrational)): ações planejadas e tomadas após avaliado o fim em relação a outros fins, e após a consideração de vários meios (e consequências) para atingi-los. Um exemplo seria a maioria das transações econômicas.
  • Ações afetivas: ações tomadas devido às emoções do indivíduo, para expressar sentimentos pessoais. Como exemplos, comemorar após a vitória, chorar em um funeral, seriam ações emocionais.
  • Ações tradicionais : ações baseadas na tradição enraizada. Um exemplo seria relaxar nos domingos e colocar roupas mais leves. Algumas ações tradicionais podem se tornar um artefato cultural.
Na hierarquia sociológica, a ação social é mais avançada que o comportamento, ação e comportamento social, e é em sequência seguida por contatos sociais mais avançados, interação social e relação social.

Outras dicas de redação para o Enem:


NÃO FAÇA períodos muito longos, prefira sempre frases simples, pois elas dão clareza ao texto
NÃO CRIE estruturas sintáticas incompletas
NÃO USE marcas de oralidade, como gírias, por exemplo
NÃO RECORRA a clichês quando fizer sua proposta
NÃO USE um mesmo argumento repetidas vezes
DEIXE DE LADO expressões como "eu acho"
JAMAIS desrespeite os direitos humanos
FAÇA UM ROTEIRO sobre o tema. Ajuda a ter foco na hora de criar a proposta
PREFIRA um vocabulário simples a palavras rebuscadas
USE sinônimos para não repetir palavras
USE a norma culta. Uma das cinco competências da redação avalia o rigor gramatical
SEJA coerente no texto com a proposta que defenderá

2 comentários:

  1. cara, esse post me ajudou bastante, já vi vídeos dessa professora, ela é bastante confiável, obrigada aí!

    ResponderEliminar
  2. Muito boa essa explicação .Eu já vi o video dela é muito bom.

    ResponderEliminar