quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Debates sobre cultura popular na Feira do Livro

Roda de conversa e palestra sobre o tema acontecem hoje no Café Literário; evento vai até dia 2 de dezembro.
A cultura popular será destaque na programação de hoje da Feira do Livro de São Luís, que acontece até dia 2 de dezembro, no Ceprama (Madre Deus), das 13h às 21h. Durante o Café Literário, artistas populares e produtores culturais falarão sobre os saberes e fazer populares, bem como sobre as tradições maranhenses. A entrada é gratuita.
A cantora Rosa Reis falará, das 17h às 18h, sobre o tema O Laborarte e a Cultura Popular. Para a artista, o espaço aberto dentro do evento para discussões sobre o tema é enriquecedor. "A oportunidade é válida, pois representa um retorno do trabalho que fazermos no Laborarte", destaca Rosa Reis.
Durante sua fala, a cantora, que integra a diretoria da entidade, abordará os aspectos tradicionais de manifestações como cacuriá e tambor de crioula. "Desenvolvemos estas manifestações no Laborarte e vou expor, em uma conversa com os presentes, um pouco sobre elas com informações como a origem", exemplifica Rosa Reis.
Logo após, será montada, das 18h30 às 19h30, a roda de conversa O Bumba Meu Boi no Sotaque da Mulher. Para falar sobre o tema, foram convidadas Maria José Soares, do Bumba Meu Boi de Maracanã; Cristina Mendes, do Bumba Meu Boi Estrela Dalva; e Nadir Olga Cruz, do Bumba Meu Boi da Floresta.
Esta última ressalta a importância do tema para a cultura popular. "As mulheres hoje participam ativamente em vários setores do Boi da Floresta. Estão presentes não só nas apresentações como também em cargos da diretoria e dando importantes contribuições à manifestação", aponta Nadir Cruz. Ela diz ainda que, nos últimos anos, setores que eram reservados aos homens, a exemplo do grupo de cazumbas, hoje têm participação ativa de mulheres.
Antes destas palestras, às 15h, a professora Magda Márcia Matos fala sobre o despertar do desejo da literatura a partir de um relato de experiência. A professora Ana Cristina Champoudry ministra a palestra O que leram aqueles que escreveram sobre ensino de leitura.
Programação - Além do Café Literário, a Feira do Livro de São Luís promove outras atividades relacionadas às artes, educação, cultura e literatura. Das 14h às 17h, no auditório Quartocentenário, a professora Conceição de Maria Carvalho ministra a oficina Segredos e Desafios da Automassagem para Professores. Logo em seguida, a escritora Sharlene Serra bate um papo descontraído sobre a sua produção literária voltada para promoção da inclusão social, abordando as deficiências visuais, auditivas, físicas e a síndrome de Down. E, a partir 20h30, a escritora convidada Anna Maria Brasil discute sobre o equilíbrio ambiental e o processamento de resíduos sólidos, tema do seu último livro publicado.
Na Casa do Escritor, às 15h, destaque para as palestras Teoria da Conspiração com o Público Escolar e Morgellius: A Doença Que Faz Olhar o Céu e , com o artista plástico e pesquisador Phiilppe Lhuiller. Em seguida, Heloísa Helena de Sousa ministra a palestra O Lúdico na Criação Textual.
A partir das 18h30, a discussão gira em torno de Planos estratégicos para uma São Luís mais verde, em uma roda de conversa com os professores Gaudino Marcos, Denise Maia e Itapotiara Vilas Boas. Encerrando a programação da noite, o ator e escritor Lauande Aires Cutrim apresenta seu livro Entre o Chão e o Tablado, às 20h.

Sem comentários:

Publicar um comentário